Conceito » Aprender » Probidade-Probo

Probidade-Probo - Conceito, o que é, Significado

O termo probidade vem do latim probitas, que significa bondade e retidão de caráter, sendo sinônimo de honestidade. Pode-se dizer que a probidade está baseada no respeito às leis, às normas sociais e ao conceito individual de moralidade.

A probidade se refere ao fato de mostrar integridade, honestidade e retidão no comportamento. Assim, o valor da probidade pode ser aplicado à vida cotidiana, à atividade profissional e às relações humanas em geral.

Probidade administrativa

No exercício das funções públicas, emprega-se o conceito de probidade administrativa. Desta maneira, quando alguém se comporta de maneira irrepreensível no desempenho de suas funções está agindo de acordo com o princípio de probidade. Em outras palavras, é uma pessoa que está em conformidade com a lei e age com retidão.

A probidade na função pública não está baseada no interesse individual do desempenho de certas funções, mas sim no interesse geral e na atitude de serviço.

No campo da administração algumas leis foram promulgadas e inspiradas na probidade como uma virtude cívica. Com estas leis se pretende promover a transparência da gestão pública e potencializar o comportamento responsável das pessoas com alguma função na administração. Para este propósito, são estabelecidos sistemas de controle e procedimentos adequados.

A probidade como qualidade é um elemento que permite combater a corrupção. Na verdade, o indivíduo probo que trabalha numa administração não pode ser cúmplice de uma trama de corrupção.

O que posso fazer para melhorar a minha probidade?

Diante desta questão, existem diferentes tipos de respostas. Em primeiro lugar, porque nossa dimensão moral individual nos diz o que devemos fazer. Em segundo lugar, porque um comportamento honesto permite sentir-se bem consigo mesmo. E em terceiro lugar, porque o cumprimento das regras e das leis é uma forma de melhorar a convivência no conjunto da sociedade.

Falta de probidade no desempenho de um trabalho

No direito do trabalho existe o conceito falta de probidade por parte de um trabalhador. Consiste no desempenho de suas funções de maneira desonesta e contrariando os termos estabelecidos no contrato de trabalho.
------

Probo

------

O adjetivo probo corresponde ao substantivo probidade, o que equivale à honradez

Costuma-se dizer que um indivíduo é probo quando tem um comportamento digno e íntegro, portanto, o que equivale a honesto. Em relação ao uso do termo, pode-se dizer que se trata de um cultismo que não faz parte da linguagem cotidiana, mas que é usado na terminologia jurídica ou em documentos oficiais relacionados à função pública.

As probitas na Roma Antiga

Os antigos romanos davam importância a certos valores morais, porque através deles a própria existência e vida em sociedade adquiriam uma dimensão mais humana e digna. Entre os valores mais apreciados está a probidade, mas também havia outros como as dignitas ou dignidade, as auctoritas ou autoridade moral e as veritas ou verdade.

Para os romanos as probitas equivaliam às integritas, ou seja, a integridade. Assim, uma pessoa com probidade é aquela cujo comportamento é moral e, ao mesmo tempo, se encontra no âmbito da legalidade.

Entendendo o perfil de um sujeito probo

Um indivíduo probo é aquele que tem probidade. Desta forma, podemos destacar algumas características relacionadas a esta virtude. Trata-se de um indivíduo que age com retidão, ou seja, que cumpre com suas obrigações. Portanto, é uma pessoa com senso do dever cumprido. O cumprimento das obrigações pessoais obedece a um sentido moral da existência, o que significa comportar-se adequadamente no plano pessoal como cidadão e trabalhador. Assim, pode-se dizer que uma pessoa é proba quando sua vida familiar é um desafio e honesta, mesmo sem estar relacionada à sua atividade profissional.

O probo é uma pessoa honesta e, portanto, o corrupto, o hipócrita, o mentiroso e o manipulador são indivíduos considerados não probos.

Uma virtude valorizada para o exercício de certas funções

Embora a honestidade seja uma virtude moral que deve permear todas as esferas da existência, em algumas profissões é especialmente valorizada. Assim, um juiz não deve limitar-se apenas em cumprir a lei. É desejável ser honesto no sentido mais amplo do termo. O mesmo se aplica aos funcionários, professores, sacerdotes e líderes políticos.

Aqueles que exercem este tipo de função devem realizar sob um bom senso de moralidade e justiça. Caso contrário, estaríamos diante de uma evidente contradição.

Imagem: Fotolia. satori

Relacionados:

  1. Honestidade
  2. Boa Fé
  3. Displicência
  4. Julgamento Político
  5. Accountability
  6. Desempenho
  7. Valores Morais
  8. Coerência
  9. Dever Jurídico
  10. Respeito