Paranormal - Conceito, o que é, Significado

O prefixo grego “para” significa ao lado de ou proximidade. Este prefixo permite formar palavras compostas como paraolímpico, paramilitar, paramedicina ou paranormal. Estes exemplos têm algo em comum: o prefixo para indica que a palavra composta não expressa a autenticidade de algo. Um paramédico não é um médico, mas tem certa relação com a medicina e um paramilitar não é exatamente um militar.

O esclarecimento inicial sobre o prefixo “para” nos permite introduzir o termo paranormal. Algo é considerado paranormal quando tem semelhança como o normal, mas na verdade não é. Neste sentido, os fenômenos paranormais são todos aqueles acontecimentos longe do habitual e comum. Assim, um amanhecer luminoso é um fenômeno normal, já um amanhecer de cor verde brilhante seria um fenômeno paranormal.

Aspectos essenciais dos fenômenos paranormais

A primeira particularidade é sua excepcionalidade, por exemplo, uma imagem que pretende representar um grupo de naves espaciais voando pelo espaço.

Em segundo lugar, os fenômenos paranormais são apresentados como algo inexplicável do ponto de vista da ciência. Por exemplo, a presença de um espírito em uma sessão de guija.

Na maioria dos casos estes fenômenos são perturbadores, por exemplo, o conhecimento dos pensamentos de outras pessoas através de telepatia.

Estas características fazem com que os fenômenos paranormais sejam valorizados dentro do âmbito da pseudociência. Enquanto a abordagem científica procura explicar a realidade através de leis e teorias que podem ser demonstradas experimentalmente, a abordagem da pseudociência é baseada em outros parâmetros: forças misteriosas, segredos ocultos ou supostos enigmas.

O conceito paranormal tem mudado ao longo do tempo

Nos tempos antigos certas doenças mentais eram consideradas fenômenos de possessão demoníaca e graças aos conhecimentos científicos as mesmas doenças são valorizadas como patologias. Este exemplo destaca uma ideia geral: tudo aquilo que não tem uma explicação racional e científica é avaliada como paranormal.

Se situarmos na Grécia no tempo anterior à filosofia, o conhecimento da realidade se baseava nas explicações mitológicas. Os mitos gregos permitiam explicar os fenômenos da natureza e esta visão do mundo era realmente mágica e sem fundamento. Em outras palavras, o que antes era uma explicação normal hoje em dia é considerado um relato paranormal.

Imagem: Fotolia. ddraw

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: