Conceito » Filosofia » Gradualismo

Gradualismo - Conceito, o que é, Significado

Uma dos assuntos abordados pelos primeiros filósofos da antiguidade foi a questão da mudança, também chamada de problema da mudança. Assim, apresentaram uma pergunta geral: de que maneira as coisas são alteradas? As respostas para esta pergunta foram determinantes na história da filosofia e nas diversas teorias científicas.

Gradualismo versus catastrofismo na visão da natureza

Observamos que todos os seres vivos e a natureza em geral se encontram em processo de transformação permanente. Neste sentido, no conjunto das ciências naturais existem duas correntes principais sobre esta questão: o gradualismo e o catastrofismo.

Como o próprio nome indica, o gradualismo se refere a um processo lento e contínuo de transformação. As teorias evolucionistas de Lamarck e Darwin são claros exemplos desta visão teórica.

No contexto do Darwinismo, quando um indivíduo de uma espécie tem uma mutação benéfica para sua sobrevivência, esta mutação será herdada por sua descendência (este processo é a ideia fundamental da chamada seleção natural). Este tipo de mudança evolutiva não é abrupto nem repentino, mas é realizada num processo lento de transformação, ou seja, de maneira gradual.

A teoria ou visão oposta é o catastrofismo. De acordo com o mesmo, os processos da natureza ocorrem porque um episódio repentino desencadeia um processo de mudança acelerada.

O catastrofismo é defendido por alguns geólogos para explicar as camadas da Terra e suas transformações abruptas a partir das mudanças de clima.

Os processos históricos podem ser explicados através do gradualismo ou do catastrofismo

Além da natureza, a história se encontra em processo de mudança permanente. Isto significa que os historiadores se perguntam também sobre os mecanismos de mudança ao longo da história.

Aqueles que sustentam a tese do gradualismo afirmam que a evolução ocorre a partir de reformas permanentes que se sucedem ao longo do tempo. As mudanças legislativas, as correntes sociais, as tendências culturais e os avanços tecnológicos articulam um processo gradual de evolução histórica.

A tese do gradualismo na história não é compartilhada por todos os historiadores. Alguns acreditam que as mudanças ocorrem de maneira revolucionária. A revolução copernicana é um exemplo ilustrativo que mostra como a humanidade deu um salto qualitativo com as novas teorias astronômicas de Copérnico e Galileu.

Obviamente as revoluções políticas e sociais são também exemplos do paradigma catastrófico na história.

Imagem: Fotolia. jozsitoeroe

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: