Conceito » História » Gentílico

Gentílico - Conceito, o que é, Significado

Segundo sua etimologia, o termo gentílico vem do latim “gentilitius” que por sua vez provém de gens, que significa família ou tribo. Em relação ao seu significado é a palavra que designa a origem de uma pessoa. Portanto, o nome do local de nascimento é o que determina normalmente o gentílico. Assim, os nascidos em Madrid têm o gentílico de madrilenho, os de Lima são limenhos e os de Caracas são caraquenhos.

Entretanto, nem sempre há uma correlação entre a toponímia e o gentílico, como acontece nos seguintes casos: na Espanha, os nascidos em Andújar são iliturgitanos; os de Almuñécar são sexitanos; os de Huelva são onubenses; no Chile, os nascidos em Constitución são maulinos; na Colômbia, os de Medellín e os de Antioquia são conhecidos como paisas.

Não há uma regra fixa para a formação dos gentílicos

Como mostramos acima, os gentílicos não se formam através de uma regra fixa. O critério mais comum é o seguinte: o nome de um lugar (seu topônimo) determina o nome que recebem seus habitantes. Porém, este critério não é cumprido sempre por vários motivos:

1) Certos gentílicos se referem ao nome antigo de um lugar (por exemplo, os mirobrigenses são os habitantes da Cidade Rodrigo; este nome é usado porque antes dos romanos existia um povo denominado mirobrigense que habitava um lugar chamado como Mirobriga);

2) Em alguns casos a tradição popular cria seu próprio gentílico, como é o caso dos portenhos, moradores da cidade de Buenos Aires (estes são os habitantes da cidade de Buenos Aires, mas quem nasce fora na capital é conhecido como bonaerense).

O uso dos gentílicos muda de acordo com o contexto da comunicação

A procedência geográfica das pessoas é o fator determinante para a formação de um gentílico, de modo que as pessoas podem ser agrupadas por continentes, países, regiões, cidades e até mesmo por bairros. Quando um colombiano se refere a um espanhol pode utilizar vários gentílicos dependendo da sua intenção de falar, podendo chamá-lo de europeu, espanhol, catalão, barcelonês ou graciense.

Alguns casos raros e outros que geram certa confusão

Existem gentílicos totalmente óbvios, como cabo-verdiano, asturiano, galego ou italiano. Por outro lado, alguns são bastante curiosos e raros, como malgache para referir aos habitantes de Madagascar; ceilandês para quem é de Sri Lanka. Em certas ocasiões, pode haver confusão decorrente da semelhança entre os nomes de dois países, como austríaco sendo o gentílico de Áustria e australiano da Austrália.

Imagem: Fotolia. mast3r

Relacionados:

  1. Toponímia
  2. Etimologia
  3. Boêmio
  4. Dupla Nacionalidade
  5. Antropofagia
  6. Tabernáculo
  7. Silogismo
  8. Extravagância
  9. Vernáculo
  10. Aposição