Emergência - Conceito, o que é, Significado

EmergenciaSem dúvidas, referir-se à emergência causa imediatamente uma imagem de temor e preocupação. Este termo compreende precisamente um problema que necessita ser resolvido o mais rápido possível, pois está em um nível comprometedor. O impacto de um terremoto ou de uma enchente em uma cidade estabelece a necessidade de uma emergência por parte do governo, ou até mesmo um acidente doméstico pode gerar um clima de urgência.

O estado de emergência estabelece a necessidade de atuar com rapidez para evitar que o problema se acentue ou que traga consequências ainda piores. Existem vários tipos de emergência que sempre se apresentam em condições de urgência.

Um dos usos mais comuns para o termo se remete à área da Medicina. Assim, podemos aplicar a emergência dentro de uma situação em que uma ou mais pessoas estão em perigo de morte. Dada a complexidade da situação, existe uma disciplina encarregada pela correta tomada de decisões neste contexto chamada de medicina de emergência. Ela é caracterizada especialmente pelo tratamento de doenças ou traumas em seus momentos mais agudos, e que costumam ser decisivos para a melhora ou piora da causa. Quando a situação de emergência ocorre dentro do hospital, existe um local especial para receber o atendimento com profissionais capacitados e formados com técnicas especiais de ressuscitação cardiopulmonar e suporte vital avançado. No caso da emergência acontecer fora do ambiente hospitalar, o correto é chamar uma ambulância com profissionais capacitados para prestar os primeiros socorros ao paciente e levá-lo a um ambiente com mais recursos.

Além disso, existe outro tipo de emergência para atender a sociedade. São as emergências ecológicas que atendem situações de contaminação na natureza e de perigo para a vida da flora e fauna de uma determinada região. Da mesma forma que o homem se relaciona com o meio ambiente, este tipo de emergência costuma deixar sua marca de alguma maneira.

Outro caso típico de emergência são as chamadas zonas de desastre, onde um fenômeno natural pode resultar na perda de vidas humanas, na destruição de boa parte da infraestrutura de uma região e também deixar crítica a situação de uma população. Um claro exemplo desta circunstância pode ser encontrado nos terremotos que destroem populações inteiras com trágicas perdas econômicas. Outros exemplos são os tornados e os maremotos com as mesmas consequências. É por isso que devem existir organizações com capacidade para atuar diante destas circunstâncias.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: