Conceito de Modista

Trata-se de um substantivo usado no feminino, mas na realidade é aplicável em ambos os gêneros. Em seu sentido etimológico faz referência à pessoa que se dedica à moda. A palavra moda designa os gostos e preferências em relação ao vestuário e vem do francês mode.

O ofício modista era praticado historicamente pelas mulheres

Alfaiate, modista e costureira são palavras que se referem à mesma atividade profissional, a confecção de peças de roupa. Embora sejam termos muito similares, não são exatamente sinônimos.

O alfaiate se dedica normalmente à moda masculina, enquanto que a modista está focada na feminina. Apesar desta distinção inicial, em ambos os casos há tarefas comuns: tirar as medidas do corpo, cortar o tecido e criar padrões.

Como regra geral, a modista realizava sua atividade em uma pequena oficina ou então em sua própria casa. Para formar-se era necessário realizar algum tipo de curso (onde se aprendia a desenhar e as diferentes técnicas para confeccionar as peças).

A denominação costureira também se refere à confecção de peças de vestuário, mas em uma dimensão criativa menor (a costureira se limita a consertar roupas ou realizar acabamentos).

Quando a atividade se torna arte há uma mudança de denominação

A confecção de uma peça de roupa é eminentemente artesanal. No entanto, quando o artesanato adquire um grau mais elevado passa a ser uma arte. Isso acontece com os grandes estilistas de moda, como Coco Chanel, Valentino, Karl Legerfeld, John Galiano Giorgio Armani e Carolina Herrera. Todos são gênios da alta-costura (o uso do adjetivo “alta” nos faz lembrar que existe então uma "baixa" costura).

Nas oficinas de alta costura, os grandes estilistas criam as ideias e estas são refletidas nos esboços. A partir desse momento de criatividade inicial começa seu trabalho (como dos modistas antigos) e das costureiras. O resultado final deste processo acaba nas passarelas de moda de Paris, Milão ou Nova York. Estas grandes vitrines determinam o curso das novas tendências.

Do ponto de vista histórico, a grande revolução da moda ocorreu na década de 1950 com o pret à porter, que em francês significa "pronto para levar". Assim, as roupas começaram a ser confeccionadas em série e padronizadas. A padronização destas peças trouxe um impacto negativo para as atividades profissionais das modistas e costureiras.

Referencia autoral

Publicado em maio., 2019. Pela equipe Editorial de Conceitos. Disponível em https://conceitos.com/modista/. São Paulo, Brasil.

Copyright © 2010 - 2022. Conceitos - Informação de Privacidade - Sobre - Contato