Conceito de Icterícia

IctericiaA Icterícia é conhecida por sua coloração amarelada na pele, nos olhos e nas mucosas devido ao acúmulo de bilirrubina nesses tecidos.

A Icterícia não é uma doença em si, embora manifeste diversos transtornos que abrangem tanto as lesões do fígado como os problemas de sangue que levam à destruição dos glóbulos vermelhos.

A que se deve esta coloração?

Essa cor amarelada se deve à elevação dos níveis de uma substância conhecida como bilirrubina. Trata-se de um produto que se origina no corpo por causa da decomposição dos glóbulos vermelhos. Em condições normais esta substância viaja pelo sangue até o fígado por onde se une a uma série de proteínas que facilita sua eliminação pela bílis.

Uma das causas da icterícia é o aumento na produção da bilirrubina, esta que pode apresentar-se em qualquer condição que seja capaz de romper os glóbulos vermelhos. Isso ocorre no caso de transtornos que afetam a forma destas células tais como a Talassemia e a Drepanocitose.

Alguns parasitas que infectam os glóbulos vermelhos são capazes de romper estas células, uma vez que conseguem consumar sua multiplicação passando pelo sangue e assim dando continuidade a este processo; isso é característico de certas doenças como o Paludismo.

A icterícia também pode surgir quando há uma obstrução na eliminação da bílis, o que é comum em doenças do fígado. O caso mais comum é o da hepatite.

A icterícia pode vir acompanhada de outros transtornos

O aumento da bilirrubina nos tecidos é capaz de produzir um sintoma muito incômodo como a coceira que pode durar enquanto persista a icterícia. Da mesma forma que há uma obstrução na passagem da bílis ao intestino ocorre um sinal característico das doenças hepáticas como a coloração escura da urina e das fezes mais claras.

Icterícia no recém-nascido

Durante as primeiras horas de vida é possível que os recém-nascidos desenvolvam icterícia em consequência da elevação dos níveis de bilirrubina devido à incompatibilidade sanguínea tanto do tipo ABA como do tipo Rh, isso ocorre quando mãe e pai são de grupos sanguíneos diferentes, especialmente quando o pai é fator Rh positivo e a mãe é Rh negativo.

Esta condição precisa de hospitalização e tratamento da criança, já que os níveis elevados de bilirrubina são capazes de produzir lesões permanentes no sistema nervoso central.

Referencia autoral

Publicado em jun., 2015. Pela equipe Editorial de Conceitos. Disponível em https://conceitos.com/ictericia/. São Paulo, Brasil.

Copyright © 2010 - 2022. Conceitos - Informação de Privacidade - Sobre - Contato