Conceito » Aprender » Biometria

Biometria - Conceito, o que é, Significado

Como você entra no seu email? E nas suas redes sociais? A resposta é evidente: através de uma senha. Nos smartphones também é usado (o que se chama de PIN, esta combinação de quatro ou seis números que só você conhece), embora muitos prefiram que o próprio terminal leia as pontas dos dedos, ou então reconheça o rosto ou a retina.

Isso é chamado de identificação biométrica e esta prática constitui o futuro da identificação pessoal em substituição às senhas.

A biometria consiste na identificação das características únicas de cada pessoa para comprovar sua identidade em um sistema informático.

São realmente únicos? Não há duas pessoas com as mesmas impressões digitais ou cuja leitura da íris possa nos proporcionar os mesmos resultados? Apesar de a tecnologia ter suas limitações, a resposta para a primeira pergunta é sim, e a segunda é não.

Tanto as impressões digitais como a íris dos nossos olhos apresentam características que tornam praticamente impossível a repetição do mesmo padrão e momento histórico. Vamos imaginar que um homem do campo japonês do século VI d. C tivesse a mesma íris que a minha e passasse pelo sistema de reconhecimento biométrico, isso representaria um risco para a segurança.

Os sistemas de reconhecimento biométrico se tornaram populares nos dispositivos móveis graças à melhoria dos sistemas de leitura, sua miniaturização e o barateamento de sua fabricação e inclusão em um dispositivo eletrônico.

Assim, por exemplo, agora qualquer smartphone de última geração, dispõe de um leitor de impressões digitais como um software que permite ler e interpretar rostos, íris e retinas. O último é possível graças à câmera frontal, já utilizada há algum tempo, além de uma luz LED infravermelha que serve para iluminar o elemento biométrico a ser lido.

No entanto, antes dos smartphones, alguns computadores portáteis já dispunham de um leitor de impressão digital para facilitar seu desbloqueio. Mas, porque especificamente os laptops? Porque são os mais suscetíveis a serem perdidos ou extraviados.

Atualmente, estes sistemas biométricos estão combinados com sistemas tradicionais de identificação através de senhas ou pins.

Mesmo sendo fácil interceptar ou decodificar uma senha, não é nada trivial burlar a segurança de um sistema biométrico.

Para isso existem poucas opções para apresentar ao leitor, ou seja, o elemento original a ser lido. Medo de que te cortem um dedo ou que te arranquem um olho para acessar dados importantes? Não se preocupe: para realizar uma leitura correta, o sangue deve correr pelo dedo e pelo olho, o que se exige desses elementos é que fiquem “colocados” no corpo.

Com isso, as empresas fabricantes e que implantam estes sistemas buscam evitar possíveis violências extremas para forçar o acesso aos dispositivos.

Outras medidas de controle biométrico passam pela leitura da forma da palma da mão e das veias dos dedos (ou, eventualmente, da mão ou outras partes do corpo).

O futuro da biometria é substituir as senhas atuais, de forma que não precisemos ter que lembrar nenhuma combinação de letras e números, porém ainda será necessário convivermos com senhas e pins durante bastante tempo.

Relacionados:

  1. Datiloscopia
  2. Pessoa Jurídica
  3. Mecanografia / Datilografia
  4. WEP, WPA, WPA2, Filtro MAC
  5. Verificação
  6. Cisgênero
  7. Heterocromia
  8. CPU
  9. Keylogger
  10. Formato