Conceito » História » Neocolonialismo

Neocolonialismo - Conceito, o que é, Significado

Durante o século XIX e XX as grandes potências implantaram um sistema colonial. As colônias eram territórios submetidos econômica, política e militarmente. Delas era obtida uma abundância de matérias-primas cujos benefícios chegavam às nações dominantes.

A partir da segunda metade do século XX as colônias da África e da Ásia foram conquistando sua independência, mas o domínio dos antigos territórios continuou através de um novo modelo que se estendeu em grande parte do mundo, o neocolonialismo.

Ideia fundamentada do conceito

O neocolonialismo está baseado em uma estratégia empresarial na qual o domínio dos países subdesenvolvidos não depende da imposição política e militar, mas sim da exploração econômica dos recursos. O sistema colonial clássico foi substituído por um modelo capitalista na qual as grandes empresas multinacionais desenvolvem suas estratégias de negócios sem a necessidade de mobilizar um exército ou impor determinada política.

Além da imposição de um modelo empresarial, a inércia do neocolonialismo acaba implantando um modelo cultural e esquemas mentais próprios da globalização. Consequentemente, os territórios “submetidos” perdem sua própria identidade e se tornam grandes filiais de empresas estrangeiras.

O neocolonialismo chinês

Grã-Bretanha, França e Estados Unidos sempre foram as nações que lideraram o colonialismo e o neocolonialismo. Atualmente, o paradigma tem um novo ator, as empresas chinesas.

A China é a maior potência comercial do mundo e lidera o mercado em todos os setores. Além disso, conta com a maior reserva de divisas do planeta. O gigante chinês é a nova "fábrica do mundo" e seu modelo está baseado em fabricar todo tipo de produto a baixo custo.

No setor da alta tecnologia, a China é também um dos líderes mundiais. Os chineses deram um salto aos mercados internacionais e adquiram empresas e instituições em todo o mundo. Países da Ásia, África e América Latina estão recebendo grandes investimentos das multinacionais chinesas.

Para alguns, o neocolonialismo chinês estabelece uma boa oportunidade para os consumidores que podem dispor de todo tipo de produtos a preços baixos. No entanto, outros acreditam que o poder da economia chinesa é uma ameaça para a ordem mundial.

Na América Latina há um movimento político que defende a descolonização gradual da região e para isso propõe a criação de vínculos entre as nações latino-americanas a fim de frear as atitudes predatórias do neocolonialismo.

Imagem: Fotolia. corlaffra

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: