Unidade econômica - Conceito, o que é, Significado

É chamada de unidade econômica a todo participante de uma economia de mercado que toma decisões e influencia a economia. Vale destacar que um mercado é constituído por agentes que produzem e consomem recursos, tendendo à eficiência nessas atividades (reduzindo custos e maximizando benefícios). As unidades econômicas estão sujeitas às leis de oferta e demanda, onde com um preço mais elevado a oferta aumenta e a demanda diminui, e com um preço menor aumenta a demanda e diminui a oferta.

Por excelência, a unidade econômica é uma empresa que produz bens e serviços, além de criar valor. Também, as empresas demandam trabalho em troca de um salário, capital em troca de interesses, etc. É para esta entidade de extrema importância que acontece o aumento contínuo da produtividade, melhoria de processos, redução de custos, busca de novos mercados, etc.

Outra entidade econômica de grande importância é o estado que pode fazer intervenções significativas na economia e afetar o comportamento das empresas. Assim, pode baixar a taxa de juros, fazendo com que a economia se reaqueça em função de créditos mais baixos; pode contrair ou pagar dívidas, fazendo com que aumente ou diminua o capital; pode aumentar o gasto público para diminuir o desemprego, etc. Ainda costuma-se discutir em calorosos debates o papel do estado na economia, se ele deve ter forte intervenção no mercado ou deixar que se regule por si próprio.

Outra unidade econômica que podemos nomear é a família. Na verdade, as famílias são grandes consumidoras de bens e serviços com a finalidade de satisfazer suas necessidades. Elas economizam ou se endividam conforme o consumo e geralmente tentam maximizar seu bem-estar.

É de fundamental importância compreender o comportamento das unidades econômicas durante um determinado período de tempo a fim de notar as circunstâncias que atravessa a economia. De fato, o aumento ou diminuição do consumo, da produção, da liquidez, da capacidade de endividamento, são variáveis a serem consideradas quando se trata de dar um correto diagnóstico do clima que atravessa a economia. É por isso que um comportamento das unidades econômicas no passado deve ser contrastado com um comportamento presente, a fim de perceber uma evolução que habilite uma interpretação dos fenômenos econômicos vigentes.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: