Superestrutura - Conceito, o que é, Significado

Na engenharia, o termo superestrutura se refere à parte mais alta de um conjunto estrutural. Assim, por exemplo, toda a estrutura que se encontra acima da plataforma de um barco é chamada de superestrutura. Da mesma forma, a parte estrutural que sustenta os elementos de apoio de uma ponte também é chamada de superestrutura.

A superestrutura também se refere a outras estruturas de obras arquitetônicas ou de grande tamanho e complexidade em sua construção.

Na teoria econômica, a superestrutura é um conceito de origem marxista que serve para definir o conjunto de elementos da sociedade que dependem diretamente da infraestrutura (base material que sustenta a sociedade e inclui as relações de produção e as forças produtivas), como acontece no caso das formas jurídicas, religiosas ou políticas de determinado momento histórico.

Aprofundando a superestrutura econômica

O conceito superestrutura é fundamental no desenvolvimento de toda a teoria econômica marxista. E ainda mais, a superestrutura é um dos componentes básicos da tese do materialismo histórico.

A superestrutura não adota uma personalidade própria e independente, a mesma se encontra diretamente relacionada às condições econômicas da sociedade, modelando-se aos interesses das classes dominantes de alguns grupos sociais. Portanto, toda mudança na superestrutura é consequência imediata de alguma alteração sofrida na base social ou na infraestrutura.

Desta teoria, algumas consequências muito importantes são derivadas, já que em primeiro lugar para compreender a totalidade da composição de uma superestrutura é necessário entender primeiro a infraestrutura e as mudanças econômicas que afetam a superestrutura.

Por outro lado, a ideia de que a independência do pensamento em relação às condições materiais que compõem a sociedade é impossível. Deve-se afirmar a existência de um determinismo provocado por fatores externos.

Do ponto de vista filosófico, estas duas consequências expressam a ideia de que a história da filosofia não pode basear-se apenas na história do pensamento, ou seja, como certos sistemas de pensamento filosófico podem dar lugar a novos sistemas.

Por isso é necessário buscar algo externo à filosofia, como a economia que serve para dar sentido. Desta maneira, os sistemas filosóficos são consequência imediata das condições econômicas imperantes em certos momentos da história.

Imagem: iStock. SunflowerEY

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: