Resignação - Conceito, o que é, Significado

ResignacaoA resignação é a tendência que uma pessoa tem de aceitar uma situação adversa. Desta maneira, nos resignamos diante de algo negativo quando somos capazes de assumir.

Certos acontecimentos trazem consequências que podem ocasionar grande impacto emocional ou um sentimento de injustiça (uma desilusão amorosa, um amigo que nos engana, a morte de um ente querido ou uma demissão no trabalho sem nenhuma justificativa). Diante destas circunstâncias dolorosas e difíceis de assumir há duas possíveis reações: o desespero, a tristeza profunda e a rebeldia, por outro lado, entender que as situações adversas acontecem e por isso temos que aceitá-las.

As duas faces da resignação

Há certos conceitos que apresentam dublo sentido. É o que acontece com a resignação. Em um sentido negativo podemos entender como uma ação de submissão. Não se rebelar nem protestar e ainda mais conformar-se com o que tem apesar de não gostar ou sofrer.

Por outro lado, a resignação pode acontecer como um sinal de força e de aceitação natural diante de uma adversidade (aceitar o que é a vida oferece com firmeza e adaptar-se da melhor forma possível). Estes dois pontos de vistas são defendidos e ambos se referem ao mesmo conceito.

A resignação na filosofia

Algumas escolas filosóficas da antiguidade recomendavam a resignação como uma atitude vital. Mais especificamente eram os estoicos que propunham que devíamos enfrentar o destino com naturalidade e, portanto, com resignação. Esta visão dos estoicos se baseava na ideia de que toda ordem de realidade e que todos os acontecimentos ocorriam por algum motivo, portanto, o melhor a fazer era não rebelar-se diante dos desígnios da razão universal ou de qualquer outra força superior.

Esta proposta dos estoicos em relação às atitudes de resignação também era utilizada na linguagem cotidiana: “Devemos pensar antes de fazer qualquer coisa”, esta é uma expressão filosófica.

A resignação cristã

Fala-se muito de resignação cristã porque os textos sagrados afirmam a existência de muitos testemunhos propostos ao ser humano para adotar um planejamento vital resignado. Isto significa que através dos apóstolos, Deus propunha uma mensagem aos homens: “Confiem em mim apesar das dificuldades”. Esta ideia geral era valorizada em diversas expressões próprias do cristianismo: “Será que isso aconteceu porque Deus quis ou porque os desígnios do Senhor são misteriosos”. Estas são claras mensagens de resignação.

Imagem: iStock. mel-nik

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: