Relato Histórico - Conceito, o que é, Significado

O conceito relato histórico pode ser entendido através de duas perspectivas: como gênero historiográfico e como subgênero de um romance.

Um gênero historiográfico

Alguns historiadores, políticos e militares da civilização grega e romana inauguraram um novo gênero: a historiografia. Esta que pode ser definida como o registro dos acontecimentos históricos. Os filósofos gregos mais renomados deste gênero foram Heródoto, Tucídides e Estrabão, assim como os romanos Tito Lívio, Tácito e Suetônio. Todas as suas obras narravam acontecimentos reais como batalhas, situações políticas do seu tempo, conflitos sociais, etc. Para os historiadores, estes relatos do passado oferecem um valor testemunhal de grande interesse, pois os acontecimentos descritos nessas obras permitem conhecer os feitos do passado, os personagens destacados e as circunstâncias que atuavam como contexto histórico.

O relato histórico do mundo clássico estabeleceu o início de um rumo para o tratamento da própria história como disciplina científica. Além do relato histórico tradicional, existem outras fontes historiográficas: a imprensa, o cinema, a publicidade e a televisão.

A história como relato é uma síntese de aspectos objetivos e subjetivos. O historiador precisa recorrer a fontes objetivas e trazer dados concretos. Entretanto, estes elementos objetivos são interpretados a partir da sua subjetividade.

O romance histórico

Relato histórico e romance histórico são conceitos equivalentes. O romance histórico é um gênero literário que normalmente se apresenta com uma particularidade: a fusão entre ficção e realidade. Geralmente o escritor de um relato histórico cria personagens e um enredo, tudo isso dentro de um contexto histórico. Neste sentido, pode-se dizer que este tipo de relato cria uma ficção recheada de fatos reais.

O romance histórico como gênero é provavelmente uma das tendências narrativas de maior aceitação entre os leitores. Na verdade, alguns romances históricos se tornaram autênticos Best Sellers, tais como “O viajante” de Gary Jennings, que narra as viagens de Marco Polo; “Os Pilares da Terra” de Ken Follet, que conta a construção de uma catedral gótica no contexto da Idade Média; e “Spartacus” de Howard Fast, que relata a história de um escravo trácio do século 1 a.C, o qual liderou uma rebelião contra os romanos.

A relação entre a historiografia e o romance histórico

O exemplo do romance “Spartacus” serve para ilustrar a relação entre os relatos historiográficos e o romance histórico do seu famoso personagem, assim, Plutarco, um historiador grego contemporâneo revelou este personagem em sua obra “A revolta de Espártaco” que serviu de fonte para o romance de Howard Fast.

Imagem: iStock. AscentXmedia

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: