Proletariado - Conceito, o que é, Significado

Proletariado vem do latim prole, significa descendência e se refere ao número de filhos de um casal. Na Roma Antiga era empregado o vocábulo proleraii para referir-se à classe social mais humilde e que vivia simplesmente do seu trabalho.

Na atualidade, o conceito proletariado se refere ao conjunto de trabalhadores. No entanto, trata-se de um termo associado à proposta comunista que impulsionou os pensadores Karl Marx e Friendrich Engels.

O proletariado sob a ótica do comunismo e do anarquismo

No século XIX, Marx, Engels e outros teóricos de ideologia comunista (podendo incluir também os ideias anarquistas) se encontraram diante de um fenômeno histórico: o desenvolvimento da revolução industrial criou uma nova classe social, o proletariado.

As grandes fábricas substituíram as oficinas tradicionais e esta circunstância exige um grande volume de mão de obra. Isso provocou um êxodo massivo do campo para a cidade. Em umas décadas, as cidades industrializadas da Europa tiveram um crescimento demográfico muito significativo. O proletariado se consolidou como uma nova classe da sociedade, mas suas condições de vida e trabalho eram realmente deploráveis (salários muito baixos, nenhum tipo de cobertura social, jornadas exaustivas de trabalho e ausência de direitos). De qualquer forma, o proletariado trabalhava em condições de escravidão. Esta realidade foi denunciada energicamente pelo movimento marxista e anarquista. Ambas as abordagens têm suas diferenças teóricas, mas coincidem em sua crítica sobre a situação lamentável do proletariado.

Segundo o marxismo de inspiração comunista, o proletariado como classe social é uma consequência lógica da evolução da humanidade e assim tem o desafio de impulsionar uma mudança de rumo na dinâmica da história. Essa mudança está baseada numa revolução social para desaparecer com as outras classes. Desta maneira, dentro da ideologia marxista, o proletariado deve ser o motor desta mudança e o objetivo para conseguir a abolição de qualquer tipo de privilégios em uma sociedade.

Da mesma forma, os anarquistas denunciaram a existência de uma classe social oprimida e submetida à exploração. O anarquismo defendia a ideia de uma sociedade sem classe na qual a liberdade do proletariado deveria acabar com a propriedade privada e com o estado como estrutura de organização opressora. Assim, o proletariado deve assumir o controle dos meios de produção e impor um modelo social baseado na igualdade de todos os indivíduos.

O movimento comunista e o anarquista achavam que o proletariado deveria lutar para combater a opressão e o regime de vida desumano.

Foto: iStock, benoitb

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: