Conceito » Religião » Plenitude

Plenitude - Conceito, o que é, Significado

A ideia de plenitude expressa uma condição de que algo foi preenchido ou contabilizado em sua totalidade. É um termo que provem do latim e significa completo ou pleno, portanto tem um sentido quantitativo. Já o contrário seria a falta ou o vazio.

Existe outro significado desta palavra que é a mais comum em nosso idioma, a plenitude é entendida como o momento de maior apogeu ou o esplendor de algo ou alguém. Assim, ao falar de um profissional, costuma-se dizer que o mesmo se encontra na plenitude de sua carreira quando vive um ótimo momento, ou seja, com experiência e dentro das melhores circunstâncias possíveis. O conceito decadência atua como uma ideia oposta, de maneira que um indivíduo se encontra em decadência ou declive quando fica longe da sua etapa de plenitude.

A situação de plenitude em relação a alguns aspectos individuais pode ser entendida como idônea e perfeita, portanto, não precisa ser melhorada

Se aplicarmos este critério aos seres humanos, vamos considerar que alcançamos a plenitude na metade da vida, quando já estamos experientes o suficiente, com saúde e maturidade intelectual para poder avaliar as circunstâncias adequadamente.

A ideia de plenitude também expressa outro aspecto, neste caso, a de bem-estar e espiritual. Assim, viver em plenitude significa que se tem uma vivência muito intensa e profunda. Com certa frequência, viver em plenitude se aplica à valorização da vida de um indivíduo de forma geral, pois isso equivale a uma existência intensa, satisfatória e gratificante.

Perspectiva religiosa

A plenitude como sensação interior pode ter várias vertentes e uma delas é a religião. Há pessoas que de maneira profunda possuem crenças religiosas enraizadas em seu espírito, de tal maneira que sentem a presença de Deus em suas almas, afetando a sua realidade em todas as áreas. Esta vivência é justamente a plenitude religiosa, que é muito diferente da profissional, esportiva ou de qualquer outra área.

Sob a ótica cristã, o homem alcança a plenitude quando seu espírito se encontra repleto de amor a Deus e ao próximo. Assim, o dever de todo cristão é viver de maneira plena.

Outro exemplo desse sentimento seria a placidez do budismo zen, uma experiência de paz e absoluta harmonia, resultado de uma autêntica satisfação pessoal.

Todas as religiões têm algum elemento em comum e um deles, mais precisamente, é o desejo de conseguir uma conexão com Deus ou com a espiritualidade, ou seja, uma vida plenitude.

Imagem: iStock - Dimedrol68

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: