Exame de Papanicolau - Conceito, o que é, Significado

É um teste amplamente utilizado na ginecologia para identificar lesões do colo uterino, especialmente os tumores malignos.

Este nome foi dado em homenagem ao doutor Georgios Papanikolaou, um médico grego nascido no início dos anos mil e novecentos, que criou o exame tornando-o uma ferramenta de extrema importância para a detecção precoce do câncer uterino.

Em que consiste o exame de Papanicolau?

Este exame faz parte da avaliação ginecológica de rotina, também conhecida como citologia vaginal. Uma vez explorado o abdômen e os genitais externos, o médico introduz um aparelho chamado especulo vaginal que permite separar as paredes vaginais para poder visualizar a parte inferior do útero, mais conhecida como colo uterino. Uma vez que realizado este processo, é feita uma leve raspagem do colo do útero e inserido um cotonete através do seu orifício para obter uma amostra das células que são colocadas sobre uma lâmina a ser vista no microscópio.

Durante e após o exame a mulher geralmente não sente nenhum desconforto, é um procedimento muito rápido. Para ser realizado em condições ideais, é importante não ter o fluxo menstrual no momento da prática nem ter mantido relações sexuais nos dois ou três dias anteriores.

O exame de Papanicolau permite identificar as lesões do colo do útero

O colo do útero tem um amplo contato com o exterior, tornando-o vulnerável a distúrbios como as infecções que podem ocasionar uma inflamação conhecida como cervicite. Em alguns casos também é possível desenvolver lesões malignas como o câncer, que se relaciona a fatores como a infecção pelo vírus papiloma humana, especialmente quando a atividade sexual se inicia em uma idade precoce.

Uma vez tomada a amostra é possível saber se existe algum tipo de infecção, da mesma forma que pode ser identificada a presença de células malignas, mesmo que não haja lesões visíveis a olho nu, de modo que seu uso permite um diagnóstico precoce aumentando a probabilidade de o paciente poder ser tratado a tempo e curado.

Com que frequência deve ser realizada o exame de Papanicolau?

As mulheres devem ir a uma clínica ginecológica uma vez por ano, o que inclui um exame físico e uma análise de amostra para realizar o teste.

Existem condições em que é necessário realizar o exame com um intervalo de tempo menor, principalmente quando há infecção pelo vírus de papiloma humano em tratamento, assim como em pacientes com antecedentes de câncer de colo de útero.

As mulheres virgens também poder realizar o exame de Papanicolaou, neste caso se utiliza um especulo pequeno que é introduzido através do orifício que normalmente possui um hímen, não ocasionando nenhum tipo de lesão desta membrana.

As mulheres submetidas à histerectomia podem ser avaliadas tomando uma amostra da cúpula vaginal, no entanto, pelo fato de não ter mais útero já não correm o risco de lesões malignas que podem ser identificadas pelo exame de Papanicolau e que não costuma realizar a análise de amostra para esse exame.

Imagem: Fotolia. FMUA

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: