Filantropia - Conceito, o que é, Significado

A filantropia é conhecida pela realização de ações que repercutem em beneficio a toda humanidade ou parte dela, motivadas pelo único desejo de realizar um bem sem esperar nada em troca. O termo filantropia provém da união de dois conceitos gregos: filos (amor) e anthropos (homem), portanto, seu significado é amor ao homem ou então amor à humanidade.

A filantropia tem forte carga positiva e se refere, na maioria das vezes, às pessoas que prestam ajuda aos mais necessitados sem esperar algum beneficio em troca. As ações filantrópicas mais comuns são as doações e o trabalho voluntário.

Historia da Filantropia

A filantropia tem sua origem na Grécia Antiga. Desde então, a ilustre academia de Platão se refere à filantropia como um ideal educativo, associado à democracia e à liberdade cujo objetivo deve ser sempre a excelência.

Entretanto, o termo filantropia, através do seu significado que conhecemos, não seria válido nos dias de hoje pelo fato do imperador romano Juliano tentar restaurar o paganismo em seus territórios durante o século IV. Para isso, copiou diversas instituições da Igreja Católica e partes de sua doutrina através da caridade para substituir a filantropia e assim tornar uma das principais virtudes dessa nova religião.

A Filantropia Moderna nasceu na época do Iluminismo durante o século XVII. Foi especialmente na Escócia e na Inglaterra que surgiu uma série de pensadores de visão progressista cujas ideias calaram as classes mais altas da sociedade da época, assim, essa classe se reunia em associações ou em clubes de cavalheiros para organizar sua atividade filantrópica em relação aos mais necessitados.

Filantrópicos ilustres

Entre os filantrópicos mais ilustres da história, o magnata do petróleo John D. Rockfeller ocupou um lugar de destaque neste cenário. Um dos homens mais ricos de todos os tempos dedicou boa parte dos seus últimos anos melhorando as condições dos mais necessitados. Assim, doou mais de 550 milhões de dólares através de várias fundações dedicadas a estudos médicos e para facilitar o acesso à educação e às causas humanitárias.

Outro grande filantrópico foi o suíço Henri Dunant, que passou para a história como um dos grandes ativistas da causa humanitária, chegando a receber o grande Prêmio Nobel da Paz. Sua atividade filantrópica deu origem à Cruz Vermelha Internacional e seus ideais inspiraram os princípios da Convenção de Genebra.

Imagem: iStock. cwarham

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: