Conceito » Aprender » Eufemismo

Eufemismo - Conceito, o que é, Significado

O eufemismo é uma palavra ou expressão que pode ser aceita e usada no lugar de outra palavra de mau gosto ou ainda como tabu em certos momentos, podendo ser ofensiva, assim como causar efeitos indesejáveis ou desagradáveis aos ouvidos. Da mesma forma, o eufemismo pode ser uma palavra ou expressão usada para ocultar algum nome secreto ou sagrado de forma que evite ser dito.

Alguns exemplos

Os eufemismos são muito habituais e fazem parte do nosso dia a dia, muitas vezes, sem notar sua existência. É especialmente na linguagem política que certas palavras ou expressões muito formais e impopulares são evitadas para dar lugar a termos mais agradáveis aos ouvidos de quem escuta. Por exemplo, durante os últimos anos, muitos políticos têm evitado usar a expressão “crise econômica” e substituindo-a por outros termos, tais como recessão ou desaceleração do crescimento.

Classificação dos eufemismos

Entre as várias classificações existentes de eufemismo, a mais destacada é a elaborada por Alberda Marco, que divide os eufemismos nos seguintes grupos:

Paralinguísticos: o eufemismo se encontra na entonação e nos gestos. Por exemplo, quando usamos a palavra maluco de forma amigável para dirigir-se a um colega.

Fonéticos: aqui se englobam os eufemismos consistentes em modificar algum fonema da palavra que se quer evitar, aqueles que possuem alguma redução do termo ou da expressão (narco por narcotraficante) e também aqueles que usam a substituição paronímica.

Morfológicos: são eufemismos construídos através da inclusão de sufixos e prefixos, diante de uma composição (usar a expressão terceiro mundo no lugar de países pobres), como também diante de uma mudança de gênero flexível (ser uma pássara).

Sintáticos: o eufemismo consiste também em uma omissão (mandar a m.... em vez de mandar a merda), em usar uma justaposição (arroz-doce) ou ainda pode ser um agrupamento sintagmático de palavras (senhorita que fuma em vez de usar prostituta).

Léxicos: evita o uso de uma palavra através de estrangeirismos (doping em vez de consumo de drogas), cultismos (embriagado em vez de bêbado), tecnicismos (comercial por vendedor) ou gírias (cabrito no lugar de carro ou arma produto de roubo).

Semânticos: aqui se encontram várias figuras retóricas como a metáfora (descanso em vez de morte), a metonímia (danos colaterais em vez de vítimas civis), a antífrase (guerra humanitária) ou a perífrase (assentamentos de moradias precárias no lugar de favelas).

Imagem: iStock, BraunS

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: