Efêmero - Conceito, o que é, Significado

Existe uma locução latina que expressa muito bem o conceito efêmero: tempus fugit. Este termo significa ‘o tempo foge” ou “o tempo voa”. Portanto, quando dizemos que as coisas são efêmeras significa que elas se referem ao tempo, mais especificamente a velocidade dos acontecimentos.

O valor temporal da existência

Vivemos em duas coordenadas: o espaço e o tempo. Tudo muda constantemente e o presente se converte em passado. Ignorar esta dimensão temporal é impossível. Por outro lado, o tempo é algo que vivemos de maneira subjetiva (dizemos que um instante nos parece eterno). Consequentemente, temos a sensação psicológica de que o tempo voa em nossas mãos e não podemos controlar. A partir desta sensação subjetiva dizemos que o tempo é efêmero e isso nos dá uma sensação de vazio e estranheza.

Ideias e reflexões sobre o passar do tempo

A vivência do tempo como algo efêmero nos convida a uma reflexão filosófica da mesma forma que muitos pensadores fizeram ao longo da história. Os pensadores cristãos refletiram o tempo como algo linear: um princípio e um fim. Alguns filósofos pré-socráticos trataram o conceito efêmero como algo ligado ao tempo ou à evolução. Outros filósofos relacionaram o tempo com o movimento. Inclusive alguns afirmaram que o espaço e o tempo não são reais.

Por outro ponto de vista, alguns cientistas já perguntavam pelo tempo antes da criação do mundo. Para algumas tradições religiosas, o tempo se repete permanentemente e por isso se fala da ideia do eterno retorno. Há correntes que enxergam o tempo como algo real, portanto existe uma entidade independente da mente humana.

O sentido de tempo da vida cotidiana está marcado pelo relógio, pelos horários e as obrigações. Entretanto, a temporalidade é uma questão problemática e complexa, pois está relacionada à matéria, ao movimento, à percepção, ao espaço e à vivência interior.

As mais variadas abordagens associadas ao tempo destacam de uma maneira ou outra a velocidade do tempo (efêmero) cria em nossa mente uma série de ideias opostas (os realistas frente ao idealista, o tempo como algo linear ou ideia cíclica, entre outras).

Além das reflexões sobre o tempo, o fato de experimentar a vida como sendo efêmera pode trazer consequências. Uma pessoa pode pensar que é necessário aproveitar o máximo cada instante porque o prazer do momento presente pode desaparecer logo (essa é máxima do famoso carpe diem). Pelo contrário, pode provocar uma atitude passiva e certa indiferença, uma vez que não tem sentido preocupar-se com algo porque essa preocupação vai diminuindo aos poucos.

Foto: iStock, nuvolanevicata

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: