Deportação - Conceito, o que é, Significado

Deportar alguém significa expulsá-lo de um país por algum motivo. A deportação é a ação relacionada a esta expulsão.

A ideia de deportação se compara ao exílio e é aplicada em forma de castigo. Muitas vezes este conceito é confundido com outro, a extradição, procedimento legal pelo qual o indivíduo que cometeu um delito é expulso do país e volta para seu país de origem. Para realizar esta ação é necessário que haja um acordo ou tratado de extradição entre as duas nações envolvidas.

O conceito deportação como sinônimo da expulsão de um indivíduo ou de um grupo qualquer pode obedecer por vários motivos. Entre os quais podemos destacar:

Deportações étnicas e religiosas

Certos grupos são expulsos de alguns países por razões étnicas ou religiosas. Na Espanha, por exemplo, esta situação já ocorreu em diversas ocasiões: através da expulsão dos judeus no final do século XV e dos muçulmanos no início do século XVII. Embora em ambos os casos os principais e reais motivos estivessem baseados em razões religiosas e étnicas, deve-se ressaltar que o fator econômico foi o mais importante, pois tanto os judeus como os muçulmanos tinham um protagonismo econômico, considerado perigoso para os interesses da Espanha.

Os membros da Companhia de Jesus, mais conhecidos como jesuítas, foram expulsos da Espanha, da França e de Portugal.

O povo cigano também sofreu com a deportação em vários momentos da história. Por exemplo, foram expulsos da França por diversas vezes, da mesma maneira que ocorreu na Bélgica, em Portugal e na Suíça.

Deportação dos judeus durante o nazismo

O povo judeu foi aquele que mais sofreu perseguição ao longo de sua história, como mostra o contexto da Alemanha nazista no século XX. Durante a II Guerra Mundial, a Alemanha colocou em prática uma série de deportações com judeus de vários países europeus e que foram enviados aos campos de extermínio. Foi uma operação em grande escala que determinou a destruição de milhões de seres humanos nos campos de concentração.

Deportação de mexicanos dos Estados Unidos

Nas últimas décadas, um número significativo de mexicanos tem atravessado de maneira irregular suas fronteiras para dirigir-se ao seu país vizinho: os Estados Unidos. Este fenômeno faz parte do contexto de uma imigração e o principal motivo está relacionado com a busca de um futuro melhor.

Os meios de comunicação reportam notícias recorrentes sobre esta realidade e que são motivadas por diversas razões: não ter autorização de residência válida, por causas relacionadas à segurança nacional ou por ter cometido algum delito. Embora os mexicanos sejam os que mais sofrem com essas deportações, existem outras nacionalidades que também padecem desta realidade só que em menor proporção, por exemplo, os guatemaltecos, hondurenhos e salvadorenhos.

Imagem: iStock. Anna Bryukhanova

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: