Cinemática - Conceito, o que é, Significado

Cinemática é o ramo da física responsável por descrever o movimento de forma matemática. Para conseguir seu objetivo, a cinemática se baseia em uma série de medidas que resultam nas características de cada movimento o tipo de movimento. Assim, os movimentos mais simples são os denominados retilíneos uniformes, enquanto os mais complexos são de trajetória curva.

Por outro lado, estes movimentos podem ser estudados através de vários pontos de vista, porém complementares. Em primeiro lugar, há a possibilidade de aproximar-se do seu estudo analisando as causas que originaram o movimento, por outro lado, encontra-se a descrição do movimento a partir da sua posição, velocidade e aceleração. Este seria o suposto campo de estudos da cinemática, portanto, é irrelevante o motivo que dá lugar ao movimento.

Os gráficos da cinemática

Uma das formas mais práticas de tirar informação de um movimento e de suas características é através da representação gráfica. Neste sentido, é possível diferenciar os gráficos espaciais dos gráficos de tempo.

Os gráficos espaciais representam a trajetória do movimento, refletindo as posições do ponto móvel sem recorrer ao tempo. Em contrapartida, os gráficos de tempo refletem a variação de diversas magnitudes em relação ao tempo, proporcionando grande quantidade de informação sobre as características do movimento. Além disso, a variação de cada uma dessas magnitudes expressas nestes gráficos também pode refletir em seu próprio diagrama cinemático.

A relatividade do movimento

O movimento pode ser definido como a troca de posição de um objeto em relação a outros objetos fixos que se estabelecem como referência.

Seguindo esta definição, para cinemática poder estudar o movimento, ela deve fixar previamente a posição do observador em relação a esse movimento, de maneira que o mesmo corpo possa estar em repouso ou em movimento segundo a posição do observador.

Um exemplo disso é o caso do passageiro de um avião que se encontra no interior da aeronave. Enquanto o avião decola ele fica em repouso da mesma forma há um movimento na pista de aterrissagem. Outro caso acontece quando se joga uma bola no corredor de um trem em movimento, assim, há um movimento com características diferentes, sob a ótica do observador que se encontra na plataforma ou dentro do mesmo trem.

Portanto, os estados de repouso ou o movimento de um corpo não podem ser classificados como absolutos, mas sim relativos, dependendo do sistema de referência do observador.

Imagem: iStock. sakkmesterke

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: