Aquiles - Conceito, o que é, Significado

Todos os seres humanos, por mais importantes e poderosos que sejam, têm alguma fragilidade ou ponto fraco. Para comunicar esta ideia recorremos a uma expressão, o calcanhar de Aquiles. O verdadeiro Aquiles é um personagem mítico e arquétipo de herói que é capaz de sacrificar sua vida por certos ideais.

A história de Aquiles na mitologia grega

Filho do herói Peleu e da deusa Tétis, foi um herói da Guerra de Tróia, um episódio que conhecemos através da Ilíada de Homero. Na obra de Homero, Aquiles é o personagem central sobre o qual se passam os acontecimentos e é descrito como o guerreiro dos pés leves, pois era considerado o mais veloz entre os homens.

De todos os heróis que combatem em Tróia, ele é o melhor dos guerreiros, pois sabe combinar força, velocidade e inteligência numa batalha. Até mesmo o deus Zeus respeitava sua força e valor.

Segundo a versão do poeta latino Estácio, quando Aquiles nasceu sua mãe mergulhou seu corpo no rio Estige para que se tornasse imortal. Para evitar que se afogasse ou fosse levado pela correnteza, Tétis segurou seu filho por um dos seus calcanhares e por este motivo esta parte do corpo não recebeu os efeitos mágicos das águas.

A infância de Aquiles se passou na corte do seu pai Peleu

Durante a juventude estabeleceu uma boa amizade com Pátroclo e ambos iniciaram na arte da guerra e da oratória (alguns especialistas na obra de Homero consideram que entre Aquiles e Pátroclo havia uma relação amorosa). Para completar sua formação, Peleu enviou seu filho junto com o centauro Quíron, que lhe ensinou medicina, tiro com arco, entre outras habilidades.

A mãe de Aquiles sabia que seu filho iria morrer nas muralhas de Tróia, assim como havia predito um oráculo.

Quando Tétis soube que Aquiles morreria, misturou suas cinzas com as de seu amigo Pátroclo e as depositou em uma arca de ouro. A alma de Aquiles foi enviada por Tétis aos Campos Elísios, lugar do submundo onde vão parar as almas dos homens justos.

O caráter de Aquiles se tornou a inspiração de Alexandre o Grande ou Alexandre Magno

Os acontecimentos da Guerra de Tróia descritos na Ilíada continuam sendo um mistério para os historiadores, pois não está claro se realmente aconteceram ou se trata simplesmente de uma invenção literária. De qualquer forma, o relato homérico foi um texto altamente valorizado pelos antigos gregos, sendo que Alexandre o Grande tinha a Ilíada como um livro de cabeceira e assim se via como o novo Aquiles dos gregos.

Imagem: Fotolia. wabeno

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: