Violência Doméstica - Conceito, o que é, Significado

Violencia-DomesticaA violência doméstica, também conhecida como violência intrafamiliar, pode ser definida como aquele tipo de violência desenvolvida dentro do ambiente familiar, podendo o agressor compartilhar ou fazer parte do mesmo lar que suas vítimas. Esta violência compreende outros atos de maltrato físico e psicológico, assim como de abuso sexual ou estupro.

Vários autores coincidem em destacar que são três os fatores determinantes na hora de explicar o porquê da origem da violência familiar: a carência afetiva, a incapacidade de controlar os impulsos e o fato de não ser capaz de enfrentar certos problemas de maneira adequada. A estes podemos acrescentar outros fatores secundários como o abuso do álcool e as drogas.

A dinâmica da violência doméstica

Nos casos de violência doméstica há uma série de padrões que se repetem constantemente. Vale ressaltar que é incomum ocorrer esses abusos no início de uma relação, momento em que o casal ou estes familiares tentam manter um comportamento positivo para com o outro.

A primeira fase da violência doméstica é aquela que vai acumulando tensão e acaba terminando em agressão. Como regra geral, o comportamento agressivo vai sofrendo uma escala gradual, primeiro com objetos e depois com o cônjuge, podendo manifestar-se através de abuso verbal ou físico.

Diante desta situação, a resposta do sujeito agredido costuma ser adequar seu comportamento a exigência do agressor, atitude que não impede que a violência continue crescendo até chegar a um incidente mais agudo que marca o início da segunda fase da violência doméstica.

O abusador descarrega toda a tensão acumulada sobre sua vítima de forma deliberada e consciente

Como consequência desta repentina explosão a tensão desaparece completamente, podendo dar a sensação de que tudo já passou.

Devido a isso tudo, a terceira e última fase desta dinâmica se caracteriza pela calma e inclusive de arrependimento. Não é estranho que o abusador tome consciência do que fez e assuma sua responsabilidade; o que causa a sensação de esperança da vítima, como se fosse um fato isolado e que não voltará a se repetir jamais.

Entretanto, na maioria das vezes isto não acontece dessa maneira. Se o agressor não recebe um tratamento adequado o ciclo tende a começar novamente, voltando a acontecer na primeira vez após um período de calma, sendo que as agressões e os maus-tratos se tornam cada vez mais violentos.

Imagem: iStock. Discha-AS

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: