Sínodo - Conceito, o que é, Significado

O sínodo é uma assembleia de bispos da Igreja Católica do mundo inteiro e que reúne o principal responsável do movimento católico: o Papa ou bispo de Roma. A finalidade de um sínodo é refletir de maneira conjunta sobre temas relevantes para o bem da igreja e da humanidade.

Existem dois tipos de sínodo, aqueles que têm um caráter ordinário e os que se convocam de maneira extraordinária. Os primeiros têm lugar de maneira periódica, mas sem uma norma fixa, enquanto que os extraordinários se convocam de maneira excepcional. De qualquer forma, os sínodos têm lugar no Vaticano na maioria das ocasiões.

Um esclarecimento sobre o vocábulo

Do ponto de vista da etimologia do termo, sínodo provém do latim e significa literalmente caminhar juntos (a palavra sinudus em latim provém por sua vez do grego). Apesar dos gregos da antiguidade usar o termo como sinônimo de reunião ou ação compartilhada, este vocábulo foi empregado no contexto dos debates políticos, com o surgimento do Cristianismo e se adaptando à terminologia eclesiástica. Devido a isso, além do contexto religioso, não existem os sínodos, mas sim assembleias, fóruns e congressos.

Considerações gerais sobre os sínodos

A Igreja Católica tem uma vocação universal (o vocábulo católico significa precisamente universal) e os máximos responsáveis do catolicismo entendem que os sínodos são necessários para compartir experiências através de várias perspectivas e a partir delas tirar conclusões que possam ser de utilidade. Deve-se destacar que a Igreja Católica precisa ter critérios compartilhados e claros para assim evitar outras interpretações sobre os assuntos.

Os bispos são os protagonistas deste tipo de encontro e a maioria é proposta pelo Papa, embora também seja proposta por outras entidades, como a conferência episcopal de cada país. No entanto, é o Papa quem preside o sínodo durante o tempo das comissões e da jornada de trabalho.

São vários os assuntos abordados nos sínodos, tais como o sacerdócio, a evangelização, o catecismo, a atividade pastoral e o papel da família.

Embora os sínodos como fórum de debate tenham uma origem remota, sua versão atual está situada no contexto do Concilio Vaticano II, quando após a morte do Papa João XXIII, seu sucessor Paulo VI impulsionou a instituição do sínodo de bispos com o fim de que a Igreja Católica pudesse enfrentar os desafios que atingem o conjunto da humanidade.

Imagem: Fotolia - gekaskr

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: