Sementes Transgênicas - Conceito, o que é, Significado

Certos cultivos que aparentemente apresentam um aspecto natural da realidade podem ser resultado de um processo artificial de manipulação genética das sementes. Assim, as sementes que recebem novos genes para modificar sua estrutura interna são conhecidas como sementes transgênicas. Este processo faz parte de uma disciplina, a biotecnologia, que atualmente representa uma revolução no setor alimentar.

Graças à engenharia genética é possível introduzir genes de outra espécie em uma planta (que podem provir de vegetais, microrganismos ou inclusive de animais). As sementes transgênicas têm, portanto, alguns genes que não fazem parte de suas estruturas. Na biotecnologia recebem a denominação de organismos geneticamente modificados ou OGM. Para que tudo isso seja possível são necessários avanços na área da biologia molecular.

As principais espécies vegetais usadas na engenharia genética são as seguintes: milho, batata, tomate, algodão e arroz. Todas elas têm importância do ponto de vista estratégico para a alimentação do planeta em seu conjunto.

As vantagens de manipular geneticamente as sementes

Em primeiro lugar, a principal vantagem destas sementes se encontra no aumento na produção de alimentos, da qual há duas consequências diretas: mais benefícios para o setor agrícola e mais possibilidades de enfrentar o desafio de alimentar todo o planeta, não somente pode alcançar uma maior quantidade de alimentos, mas podem incorporar uma série de nutrientes que sejam benéficas para a saúde dos humanos.

Por outro lado, deve-se ressaltar que as sementes geneticamente modificadas estão projetadas para ser mais resistentes às pragas (estas que atingem as plantações). Esta maior resistência das plantas envolve uma redução no uso de pesticidas químicos.

Desvantagens na produção das sementes transgênicas

Há pesquisadores e entidades relacionadas ao meio ambiente que alertam sobre os riscos da manipulação genética das sementes. Por exemplo, o milho projetado contra as pragas de insetos afetam colateralmente as borboletas.

Outro aspecto crítico deste processo tem relação com a produção das grandes pragas, certos genes produzem sementes resistentes que acabam afetando a qualidade do solo e, por sua vez, provocam uma maior resistência da erva daninha. Por último, a biotecnologia aplicada nas sementes transgênicas está associada a riscos ecológicos, assim como a uma série de problemas de saúde, por exemplo, algumas alergias.

Imagem: iStock. billnoll

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: