Párvulo - Conceito, o que é, Significado

A palavra párvulo se refere a uma criança que ainda não ingresso no sistema escolar. Neste sentido, o párvulo tem 6 anos aproximadamente no máximo. Numa segunda descrição, o párvulo se refere a uma pessoa ingênua.

Diversas maneiras de referir às crianças

As palavras menino e menina possuem muitos sinônimos e cada um deles tem um aspecto particular. No caso de párvalo, este termo se refere a uma criança que ainda não ingressou no sistema educativo. O termo bebê se refere ao recém-nascido que tem meses de vida. Quando a criança ultrapassa essa fase de bebê é chamada de nenê. Curiosamente, para os ciganos a criança é um churumbel.

Na Galícia (Espanha) é muito comum o termo rapaz. Já na América Latina há uma grande variedade de palavras: cuate, chavo, pibe, chamaco, chamaquito, entre outros. A lista pode continuar com uma série de apelidos carinhos, tais como moleque, guri, pivete, piá, etc.

O parvulário

Se pensarmos na infância, na adolescência ou na primeira juventude podemos observar que em cada época há um centro educativo específico: o párvulo estuda no parvulário (berçário), a criança no colégio, o adolescente num instituto e, por último, o universitário na faculdade ou universidade. Esta trajetória se inicia a partir de uns meses de vida e vai até os 18 anos aproximadamente.

Vamos focar no termo parvulário, que chama a atenção pela grande diversidade de sinônimos

A palavra parvulário não é utilizada de maneira habitual na terminologia educativa oficial, outras são mais comuns como pré-escola, jardim da infância, jardim maternal ou escola infantil.

O termo creche é mais comum e utilizado nos dias de hoje. A creche é um estabelecimento educativo que ministra apoio pedagógico e cuidados às crianças com idade até aos três anos que não tem pais ou que os deixam para trabalhar. Nos últimos anos outra denominação passou a ser usada “kindergarten” uma palavra alemã também empregada no inglês que literamente quer dizer “jardim para as crianças”.

“Não seja párvulo”

Quando escutamos a expressão “Não seja párvulo” (em desuso nos dias de hoje) é bem provável que não refira a uma criança, mas sim a um adulto. Assim, quando uma pessoa é ingênua e inocente se diz que ela é uma párvula. Neste sentido, deve-se destacar que uma das características principais de uma criança é a inocência. Desta maneira, a inocência de algumas pessoas estabelece certo risco, pois uma pessoa assim poder ser facilmente enganada ou manipulada.

Imagem: Fotolia. tigatelu

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: