Ortotanásia - Conceito, o que é, Significado

OrtotanasiaO termo ortotanásia se refere à tomada de medidas necessárias para que um paciente em estado terminal tenha a morte mais digna possível. Esta situação envolve uma técnica para reduzir substancialmente qualquer tipo de dor que uma pessoa possa ter, seja ela física ou psicológica. Além disso, há o desejo de manter pela última vez o vínculo com seus entes queridos no caso de ser possível; assim, considera-se indispensável que as pessoas envolvidas acompanhem o sofrimento terminal do paciente. Pelo fato deste tipo de circunstância ser uma simples exposição de desejos, existe uma legislação que garante uma série de tratamentos básicos aos moribundos. Do ponto de vista do comportamento profissional, é um tópico comum em relação à bioética.

A fase terminal de uma doença é um momento que deve ser tratado com o máximo de cuidado. Para isso, é necessária uma série de avaliações da situação que a pessoa se encontra para tomar as decisões mais favoráveis a ela. É por isso que do ponto de vista dos profissionais da saúde, é necessário discernir que tipo de ação pode ser tomada a este respeito. De fato, em certas ocasiões, qualquer tratamento posterior pode ser desnecessário por considerar uma etapa irreversível a que atravessa o paciente. No entanto, dentro deste contexto, existem protocolos que servem de guia na hora de proceder em qualquer sentido.

Dada a importância deste tipo de situação, não é de estranhar que existam discrepâncias e controvérsias de como lidar com a morte. No entanto, vale destacar que, em certas ocasiões, confunde-se muito a ortotanásia com a eutanásia, circunstância que se difere de modo categórico. Na verdade, no primeiro caso, a morte é provocada voluntariamente por parte de terceiros, enquanto que a segunda apenas espera a morte naturalmente. A confusão se deve em boa parte pelo fato de que os partidários da eutanásia a chamam de “morte digna”, camuflando a ortotanásia. No entanto, é facil evidenciar que do ponto de vista ético existe uma notável diferença. Assim, no segundo caso, apenas se vela para que o desfecho final se efetue da maneira mais humana possível, sem intervenções.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: