Impacto Ambiental - Conceito, o que é, Significado

De maneira simples, o impacto ambiental pode ser definido como o efeito que o homem causa sobre o meio natural. Em outras palavras, podemos dizer que o impacto ambiental acontece por causa de uma alteração no meio ambiente devido à ação humana.

Impacto ambiental positivo VS. Impacto ambiental negativo

Habitualmente, o conceito impacto ambiental costuma ter uma conotação negativa por estar associado aos problemas dos recursos hídricos e agrícolas, assim como da fauna e da flora de alguma região. Entretanto, da mesma forma, deve-se levar em conta que o impacto natural não é negativo por si só, mas que também pode ser positivo. Isso acontece quando a ação humana permite mudanças favoráveis ao meio ambiente. Um bom exemplo disso pode ser a construção de um parque no lugar de um terreno repleto de escombros.

Mesmo assim, isso não significa que o impacto ambiental possa ser qualificado como negativo. Neste caso, os efeitos de impacto ambiental repercutem diretamente em perda de produtividade ecológica e de valor naturalístico, assim como pelo aumento de contaminação, erosão e outros riscos ambientais.

Há inúmeros exemplos de impactos negativos, desde a caça indevida que reduz a fauna de certas regiões até a contaminação do ar, da terra e da água, fruto da eliminação descontrolada de resíduos industriais.

Classes de impacto ambiental

O interesse por estudar o efeito das ações humanas no meio natural não é algo recente, mas que se remonta nas origens do movimento conservacionista. Os estudos desenvolvidos nesta época fizeram uma classificação dos impactos ambientais dividindo-os em quatro grandes grupos conforme sua prolongação.

Assim, os impactos ambientais irreversíveis são aqueles cujos efeitos sobre o meio natural são de tal magnitude que é impossível revertê-los a sua situação original. Um claro exemplo de impacto irreversível seriam as explorações de minerais.

Por outro lado, existem os impactos reversíveis, são aqueles efeitos ao meio natural que podem ser recuperados em curto ou longo prazo. O melhor exemplo para explicar essa situação seriam as espécies em perigo de extinção.

Em uma magnitude menor, podemos encontrar os efeitos de impactos temporais, os quais podem ser revertidos em pouco tempo até eliminar qualquer vestígio possível, por exemplo, o crescimento pontual de um rio.

Por último, estão os impactos persistentes cujos efeitos se estendem ao longo do tempo, por exemplo, no caso do naufrágio de um navio petroleiro.

Imagem: iStock. thongseedary

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: