Happy Hour - Conceito, o que é, Significado

Happy-HourO conceito happy hour é um anglicismo comum no uso cotidiano brasileiro. Sua tradução literal seria hora feliz, mas na realidade se refere à estratégia comercial de alguns bares ou estabelecimentos similares que consiste em oferecer bebida gratuita aos clientes após um consumo anterior pago a preço normal. Em outras palavras, o cliente toma uma bebida e paga, posteriormente ele tem direito a outra gratuita desde que esteja dentro do horário estabelecido pelo happy hour. Desta maneira, há uma placa ou uma lousa em um bar indicando o serviço: “Happy hour após as 19 horas”.

Esta estratégia de marketing apresenta um propósito evidente: dinamizar e promover o consumo de um bar em determinada hora. Este costume comercial é próprio do mundo anglo-saxão, mesmo assim se estendeu por todo o mundo especialmente em alguns locais turísticos.

A discutida origem histórica

Há várias versões sobre a origem exata da expressão “happy hour”. Segundo alguns historiadores Shakespeare utilizou essa expressão em uma de suas obras teatrais. Há quem considere que seu uso popular faz parte do contexto dos marinheiros norte-americanos, que desfrutavam um tempo de lazer durante o dia e por isso passaram a chamar esse momento de “happy hour”. Outros consideram que a verdadeira origem está relacionada ao período de Lei Seca dos Estados Unidos, quando alguns bares clandestinos introduziram o costume de oferecer uma segunda bebida gratuita.

Falamos inglês sem perceber

O exemplo da placa com os dizeres “Happy hour após as 19 horas” manifesta o uso cotidiano do inglês em nosso idioma e revela uma realidade. Nos últimos anos, o inglês se infiltrou em todas as áreas da comunicação, por exemplo, na economia se diz cash; na linguagem informática utilizamos o termo chat e muitos outros; dizemos que temos um hobby e nos despedimos de alguém com bye ao invés de adeus.

Para alguns o uso de anglicismos não é algo problemático, trata-se de uma circunstância própria da globalização. Entretanto, há linguistas que advertem sobre um perigo: que o inglês se espalha gradativamente no português criando um novo idioma. Este fato já aconteceu nos Estados Unidos com o “spanglish” (fusão do inglês americano com o espanhol) e hoje é um fenômeno em expansão. Na Espanha e em toda Hispanoamérica o inglês é empregado com naturalidade e inclusive de maneira abusiva e injustificada (no lugar de ok pode-se dizer vale, moda no lugar de fashion, espectáculo ao invés de show e calzoncillo no lugar de slip).

Imagem: iStock, Leonardo Patrizi

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: