Friki - Conceito, o que é, Significado

O friki é uma pessoa que destaca pela sua raridade, por suas roupas, hobbies, estilo de vida ou qualquer outra circunstância estranha.

O friki chama a atenção das outras pessoas por suas particularidades e não costuma provocar indiferença. Pode-se dizer que é uma espécie de personagem atípico, provocativo e peculiar.

Nos últimos tempos e em todo mundo tem se popularizado este tipo de indivíduo que em certas ocasiões obtém fama ou notoriedade

A grande variedade de frikis tem gerado um movimento que se relaciona a eles: a cultura friki. Mais do que uma corrente cultural, trata-se de uma questão estética ou um estilo de vida. O frikismo possui um componente secundário, uma espécie de raridade social que não é conflitante e dá mais cor à realidade. A “anormalidade” do frikismo não é problemática e nem causa algum tipo de rejeição, provavelmente porque o conceito normalidade é mais aberto atualmente. As doutrinas têm acabado e a cultura global é basicamente permissiva.

Embora possa surgir alguma rejeição, normalmente são aceitos com simpatia e avaliados como indivíduos originais e curiosos

O friki se refere a uma pessoa que vai contra uma corrente, pois se opõe ao convencional e à maioria.

Na linguagem popular costuma-se dizer “você é um friki” quando uma pessoa demonstra alguma característica diferenciada, por exemplo, um gosto pouco comum. Isso faz com que os frikis compartilhem os mesmos gostos e se juntem a partir de sua própria identidade.

É possível falar sobre dois tipos de frikis: aquele que vive sua diferença através da sinceridade e não finge e, num outro extremo, aquele que atua para chamar a atenção.

A ideia de friki provocou certo impacto na sociedade que, desde 2012, a Real Academia da Língua incorporou esta palavra ao seu dicionário.

Origem da tendência

A palavra friki provém do inglês freak e significa mostro ou louco. Historicamente este termo era utilizado para mencionar os personagens do circo que possuíam alguma característica física especial, normalmente uma má formação. Estes personagens ficaram populares no mundo dos espetáculos durante o século XIX e XX, pois se apresentavam como uma atração. O uso da palavra foi evoluindo e com o tempo começou a ser usada para descrever certos personagens da televisão que buscavam a fama.

Do ponto de vista histórico, os estranhos tem sido perseguidos e humilhados, neste sentido, a história verídica do homem elefante nos faz recordar o sofrimento das pessoas que são diferentes. Na cultura friki atual, o elemento diferenciador é geralmente tolerado e respeitado.

Imagem: iStock. cyano66

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: