Fontes de energia - Conceito, o que é, Significado

A energia é a propriedade que tem os corpos de gerar algum tipo de atividade, força ou movimento. A energia que se move é conhecida como cinética e a que armazena é denominada potencial. As forças de energia são os diversos elementos da natureza que precisamos para produzir energia a diferentes usos.

Há fundamentalmente dois tipos de fontes de energia: As renováveis e não renováveis

As renováveis são aquelas geradas com facilidade e que existem em grandes quantidades, como mostra a água, o vento e o sol; enquanto isso as não renováveis são limitadas e se esgotam na medida em que são utilizadas (por exemplo, o urânio, carbono, gás natural e petróleo).

A ideia de fonte de energia não deve ser confundida com o tipo de energia. Assim, uma fonte seria o sol (aquele que produz um tipo de energia elétrica) ou o petróleo (que está associado a um tipo de energia mecânica ou térmica).

O consumo energético individual e coletivo não é algo neutro, mas que traz consequências ao meio-ambiente, portanto, há uma corrente de conscientização em relação às fontes de energia que causam menos impacto negativo no planeta.

Recursos em nosso organismo

Para realizar as atividades cotidianas, nossas células necessitam de nutrientes através de uma série de alimentos com as quais atuam como fonte de energia imprescindível para a vida cotidiana.

O consumo de carboidratos é essencial para que tenhamos suficiente resistência física

Os carboidratos se transformam em glicogênio e são absorvidos pelo tecido muscular. Se em nossa alimentação houver falta de carboidratos (também conhecidos como hidrato de carbono) pode ocorrer uma série de sintomas desagradáveis, tais como a desidratação e falta de minerais.

Fontes-energia-corpo-humanoA gordura e a proteína são outras fontes de energia armazenadas no corpo humano. Desta maneira, as três substâncias mencionadas seriam nosso combustível, a fonte de energia que nos permite ter uma vida normal.

Nossa alimentação como fonte de energia deve ser adaptada às necessidades de cada indivíduo em função da sua idade, sexo ou tipo de atividade. Se uma pessoa pratica alguma atividade física de modo intenso, seguramente irá consumir maior quantidade de energia e, portanto, seu organismo deverá receber mais energia. Neste sentido, vale a pena lembrar que ao nos alimentar, apenas 25% da energia química que permanece nos músculos se transforma em energia cinética e o resto se convertido em calor, ou seja, em energia térmica.

Imagens: iStock. agsandrew / SnezaJokic

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: