Feudalismo - Conceito, o que é, Significado

O feudalismo é uma forma de organização política, econômica e social que teve lugar na Idade Média no continente europeu. Teve início a partir do século IV e se estendeu até o século XV.

A formação do feudalismo

No início da Idade Média, mais especificamente durante o período do Império Carolíngio, começou a configurar as bases do feudalismo. Quando o Império Carolíngio enfraqueceu surgiu novos reinos europeus e, ao mesmo tempo, aconteceu uma série de invasões dos povos bárbaros (os vikings e os eslavos). Este novo quadro social e político provocou um clima de insegurança. Paralelamente, houve um aumento no valor da terra. Desta forma, a nova ordem configura uma sociedade em que a divisão de classes é o elemento mais característico.

Na mais alta sociedade estava o soberano ou senhor feudal. Abaixo dele a alta nobreza e o alto clero. Numa escala inferior aparecia a baixa nobreza e o baixo clero. Na base da pirâmide social estavam os camponeses e, por último, os servos. Os camponeses e os servos eram os não privilegiados e a frente o resto das classes ou grupos com algum tipo de privilégio. Esta organização social é o aspecto característico do feudalismo e que determina a dimensão política e econômica da Idade Média.

Características principais do feudalismo

O senhor feudal era o dono ou proprietário do feudo, ou seja, de uma parte do território. O conjunto dos diferentes grupos sociais estabelecia uma série de relações sociais. Assim, alguns camponeses pediam proteção aos senhores feudais e em troca disso recebiam terras e uma série de obrigações que os tornavam vassalos. O vassalo era considerado um homem inferior ao senhor feudal, pois lhe dava proteção. Para se tornar um vassalo era necessário cumprir um juramento, uma homenagem. Neste ato o vassalo jurava fidelidade ao senhor em troca de proteção.

No modelo do feudalismo, cada indivíduo tem um papel dependendo de sua posição social

Assim, o senhor tinha o poder militar, o grupo religioso com a função de doutrinar a população, os nobres tinham certos privilégios (por exemplo, não pagar alguns impostos) e os camponeses e servos cumpriam a função de servir as classes privilegiadas através do seu trabalho. Deve-se destacar que os servos eram obrigados a cumprir o contrato de servidão, que consiste em poucas palavras estar a serviço do senhor feudal.

Imagem: Fotolia - Erica Guilane-Nachez

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: