Elegia - Conceito, o que é, Significado

Na classificação da atividade literária é possível estabelecer três grandes gêneros: romance, teatro e poesia. Dentro da poesia encontramos dois grandes subgêneros: o lírico e o épico. A elegia é um poema que pertence ao gênero lírico como a ode, o hino e a égloga, sendo todos eles uma forma de versificação na qual o poeta exalta os sentimentos.

Principais características da Elegia

Elegia é uma palavra que vem do latim e que por sua vez provém do grego, mais especificamente da palavra elegos, que pode ser traduzida como canto triste ou melancólico. Os poetas gregos e em seguida os romanos foram aqueles que escreveram elegias, estas que inicialmente eram formados por uma métrica fixa (os hexâmetros ou pentâmetros).

Na elegia o poeta normalmente expressa uma ideia em forma de lamentação

Sua lamentação costuma ter relação com a morte, por exemplo, com o falecimento de um ente querido. Neste sentido, o poema elegíaco é uma homenagem póstuma a uma pessoa falecida, como “Os versos sobre a morte de seu pai” de Jorge Manrique, “A elegia a Ramon Sijé” de Miguel Hernandez ou “Elegia interrompida” do poeta mexicano Octavio Paz.

Na elegia a lamentação nem sempre tem relação com a morte, pois aborda também o passar do tempo, o desamor, a melancolia ou qualquer aspecto doloso ligado à existência humana.

A origem da elegia

Embora este subgênero da lírica faça parte da literatura universal e por ter grande importância em épocas tão diferentes (como a Idade Média, o Renascimento e a Época Contemporânea), é no campo da cultura greco-latina que houve seu esplendor máximo. Deve-se destacar que a civilização romana é culturalmente herdeira do legado dos gregos e a elegia é um claro exemplo deste legado.

As elegias greco-latinas são entendidas dentro do contexto das cerimônias funerárias, onde as palavras dos poetas simbolizam a última homenagem a uma celebridade, algo semelhante ocorre com as epigramas ou os epitáfios.

Para os gregos e romanos a elegia é uma maneira de expressar os sentimentos mais íntimos, pessoais e profundos

Para exaltar os grandes acontecimentos que afetavam a coletividade, os poetas se inclinavam ao gênero épico.

A tradição da poesia elegíaca foi cultivada pelos romanos Ovídio, Propércio e Tibulo, e pelos gregos Calino de Éfeso e Sólon de Atenas.

Imagens: iStock. SrdjanPav / Maica

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: