Dieta Mediterrânea - Conceito, o que é, Significado

Dieta-MediterraneaA dieta mediterrânea não é uma dieta ou método de emagrecimento, mas sim um padrão de alimentação, como seu próprio nome indica, é próprio da bacia mediterrânea.

Esta dieta é considerada muito saudável, da mesma maneira que os médicos e nutricionistas afirmam que é confiável para prevenir doenças cardiovasculares e diabetes, assim como para evitar ou diminuir o consumo de fármacos, reduzir os níveis de colesterol e triglicérides, entre outros efeitos positivos. O segredo de seu benefício consiste no tipo de gordura mono e polissaturadas que contém nesta dieta, uma vez que essas gorduras são benéficas para a saúde.

Alimentos básicos da dieta mediterrânea e algumas recomendações

Um ingrediente essencial é o azeite de oliva, pois este alimento está presente na maioria dos pratos da gastronomia mediterrânea tradicional.

Neste sentido, recomenda-se o consumo diário de umas cinco colheres de azeite de oliva que serve tanto para cozinhar alimentos como para saladas. É importante saber como são cozinhados os alimentos, pois não devemos abusar de frituras. As frutas secas são também um alimento básico desta forma de alimentação, pois elas dispõem de boas gorduras para o nosso organismo. Em relação à carnes, deve-se reduzir o consumo de carnes vermelhas, já que elas aumentam o ácido úrico e a creatina no sangue.

Em compensação, aconselha-se a carne branca e as aves de curral. O tipo de peixe da dieta mediterrânea é o peixe branco e azul, estes que são ricos em ácidos graxos do tipo Omega 3, uma substância que reduz os lipídios no sangue.

A verdura é outro dos ingredientes característicos e que se aconselha consumir diariamente as verduras da temporada

Elas podem ser consumidas cruas nas saladas ou refogadas. A fruta deve ser consumida de forma variada de três a cinco porções ao dia.

Os legumes e os cereais devem ser acrescentados à alimentação cotidiana, pois proporcionam hidrato de carbono com absorção lenta ao organismo. Por último, os lácteos também são recomendados, mas consumidos com moderação.

Em relação às bebidas, a dieta mediterrânea enfatiza a importância da água no lugar das bebidas açucaradas. O vinho em quantidades moderadas também é recomendável para incluir na dieta.

A dieta mediterrânea não é apenas um conjunto de recomendações alimentares, mas sim uma forma e hábito de vida

Esta dieta faz alusão a uma tradicional cultura milenar baseada na cozinha caseira e na comida como pretexto para o diálogo. Pode-se dizer que a comida mediterrânea é a antítese da comida rápida de origem anglo-saxônica.

Imagem: iStock. iko636

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: