Dependência - Conceito, o que é, Significado

DependenciaA ideia de dependência expressa à relação de alguém ou algo em relação à outra pessoa ou entidade. O conceito dependência envolve a ausência de autonomia de uma pessoa ou de um elemento qualquer.

Quem tem esta condição não pode tomar certas decisões, uma vez que precisa de liberdade suficiente por algum motivo.

Portanto, a dependência é o antônimo de independência. A oposição deste termo pode ser aplicada em várias situações. Porém vamos analisar duas áreas distintas: a dependência aplicada às pessoas e a dependência com dimensão política.

Em algumas circunstâncias, as pessoas não podem se ajudar

As crianças, os doentes ou aqueles que apresentam alguma deficiência se encontram em uma situação de dependência. Isto significa que precisam de outra pessoa, que dependem delas. Em relação às crianças, trata-se de uma situação temporária e que não apresenta nenhum problema, normalmente, o cuidado com as crianças é uma responsabilidade agradável. Entretanto, certas doenças ou situações de incapacidade (física, sensorial ou intelectual) podem ser permanentes. Nestes casos, a dependência dos indivíduos é problemática por muitos motivos. As pessoas dependentes precisam de um cuidador, alguém que ajude em suas tarefas diárias básicas.

Por outro lado, o cuidador, em certas ocasiões, chega a abandonar suas responsabilidades pessoais. Estas circunstâncias dão origem a diferentes problemas econômicos e sociais, pois em alguns países são colocadas em prática leis de dependência para melhorar a qualidade de vida das pessoas dependentes.

Alguns lugares do planeta estão submetidos pelo poder militar e econômico de algumas nações mais poderosas

Durante o século XIX, teve início um período conhecido como Colonialismo, na qual países como França e Grã Bretanha ocuparam grandes regiões da África e da Ásia. Estas áreas ocupadas eram dependentes em todos os sentidos.

Politicamente não tinham capacidade de criar suas próprias formas de governo e a economia não tinha autonomia suficiente. Culturalmente tinham que se submeter aos costumes do país dominante. Esta situação provocou vários enfrentamentos e conflitos. Gradativamente, o descontentamento do povo oprimido aumentou e isso provocou uma luta por sua independência, para ser livre e decidir sobre seu próprio destino como nação. No continente africano, a maioria das nações alcançou a independência na década de 60, ao longo do século XX.

Atualmente, o desejo pela independência política de alguns territórios já não tem o mesmo sentido do que em outras épocas. Cada reclamação de independência tem sua própria causa em função das circunstâncias históricas e de outros elementos de identidade (a própria língua de um povo é um fator que estimula o desejo de independência).

Imagem: iStock. KeithBishop

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: