Colonialismo - Conceito, o que é, Significado

ColonialismoO colonialismo pode ser definido como uma submissão especialmente econômica e cultural, embora em certas ocasiões também territorial, de um país dominante sobre um povo estrangeiro durante um prolongado espaço de tempo.

O colonialismo não envolve necessariamente a anexação dos territórios, mas faz com que os povos habitantes se tornem dependentes da potencial colônia em todos os aspectos.

Este fenômeno, apesar de existir desde a antiguidade, teve sua expressão máxima no século XIX com a expansão das potencias europeias.

Desenvolvimento do colonialismo: causas

Existem inúmeras e variadas causas que podem responder sobre a expansão do colonialismo nesse período, embora a superpopulação dos países europeus ao longo de século XIX fosse uma das principais causas. Este problema estabelecia uma ameaça direta à vida de muitos europeus da época, provocando altos índices de desemprego e um mal-estar geral entre a classe operária.

Como solução para este problema a emigração se apresentava como uma saída prudente. A classe operária enxergava assim uma forma de melhor suas precárias condições de vida. A burguesia tinha um novo terreno para expandir suas indústrias e seus funcionários poderiam subir rapidamente de escalão neste novo destino.

Por outro lado, do ponto de vista econômico, o aumento da produtividade derivada das melhorias implantadas durante a segunda revolução industrial fizeram com que aumentasse a produção de forma absoluta, apresentando à maioria dos países industrializados uma excedente e difícil colocação devido às políticas comerciais de índole protecionista que imperavam nesse momento.

Novamente a solução encontrada se deve à expansão de horizontes, neste caso, comerciais. As colônias se apresentavam como um lugar perfeito para estabelecer novas relações econômicas, propiciando o surgimento da divisão internacional do trabalho e de modo que se solucionava a balança comercial dos países europeus.

Além disso, as colônias ofereciam uma grande oportunidade de negócio graças à possibilidade de investir na agricultura, em minas e no desenvolvimento de vias de comunicação que terminassem em reverter benefícios aos inversores da metrópole.

Ainda assim, a principal causa que explica o desejo da submissão destes territórios por parte das grandes metrópoles deriva diretamente do nacionalismo e da existência de uma rivalidade latente entre as potências europeias, desta maneira, eles querem ver qual país pode conquistar mais e manter o maior império colonial.

Imagem: iStock. SolisImages

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: