Código de Ética - Conceito, o que é, Significado

A ética pode ser definida como uma área do conhecimento que estuda as ações morais da sociedade e seus componentes, assim como as normas e regras que determinam seu comportamento.

A partir deste conceito, os códigos de ética aparecem como uma compilação de normas e regras que são adequadas ou mais apropriadas para determinado grupo de pessoas. Estes códigos podem ser demonstrados de forma explícita (como os códigos deontológicos) ou implícita.

Benefícios dos códigos de ética

O estabelecimento de um código de ética gera inúmeros benefícios ao ambiente empresarial. Ajudam a criar um clima de confiança na empresa. Sua credibilidade aumenta de cara os agentes sociais e econômicos com os quais se relacionam, sendo em muitas ocasiões mais eficazes do que os controles governamentais.

Além disso, estes códigos estabelecem uma barreira defensiva diante de uma possível publicidade negativa, pois cortam a raiz de práticas empresariais e também a conduta de empregados considerados com pouco ética.

E finalmente a própria satisfação do pessoal. Os empregados que se identificam com a empresa criam um sentimento de fidelidade e o desejo de querer fazer sempre melhor o seu trabalho.

A dificuldade de estabelecer um código de ética

O momento de estabelecer um código de ética é uma tarefa realmente complicada, pois não é fácil resolver o que é ético e o que não é. Deve-se levar em conta que a ética vai além da legislação, ou seja, uma atividade pode ser legal, mas não ética. Por exemplo, em diversos países do mundo o maltrato às mulheres é visto como algo normal e não é tratado como lei, mas sem dúvida trata-se de uma prática eticamente recriminável do nosso ponto de vista.

Este último pensamento está ligado diretamente à dificuldade de aplicar os códigos de ética, que no final das contas não deixa de ser uma ideia subjetiva. A ética varia de uma sociedade para outra. Cada grupo julga as ações de maneira diferente em função do seu contexto cultural ou dos seus interesses pessoais.

Por isso, deve-se lembrar sempre que a ética é ambígua. Há situações em que o confronto de opiniões está garantido e, portanto, a principal finalidade de tornar público um código de ética não é fingir que tudo está regido por normas de conduta, mas sim conhecer aquelas que podem ser consideradas como aceitáveis ou não.

Imagem: iStock. EtiAmmos

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: