Ciências Naturais - Conceito, o que é, Significado

Ciencias-NaturaisO conhecimento da natureza é estudado através de diversas abordagens e por todo seu conjunto. É conhecido por uma denominação genérica: as ciências naturais. De maneira sintética, podemos destacar os principais ramos das ciências naturais: a biologia, a astronomia, geologia, química e física. As grandes áreas das ciências naturais têm por sua vez uma complexa subdivisão. Assim, se tomarmos como referência a biologia, vamos encontrar uma grande variedade de áreas específicas desta disciplina (a zoologia, botânica, medicina, ciências ambientais, oceanografia e uma infinidade de ramos e sub-ramos de todos os conhecimentos da vida).

Nas últimas décadas as ciências naturais têm apresentado uma grande transformação: um processo de especialização e outro de fusão de conhecimentos.

Do geral para o particular

Os primeiros filósofos da antiguidade começaram a pensar na natureza (em grego physis) como um todo. Deve-se levar em conta que ainda não existia uma ideia clara do que era a ciência. Com o passar do tempo, o estudo da natureza foi se especializando e neste sentido é importante indicar dois aspectos fundamentais na compreensão da natureza: a primeira classificação dos seres vivos realizada por Aristóteles e o estudo da natureza em suas diversas disciplinas através dos cientistas do período helenístico. Com estas duas contribuições, o estudo da natureza iniciou um lento processo de especialização. Esta ideia pode ser ilustrada com uma área específica das ciências naturais: a medicina.

Hipócrates viveu na Grécia, no século V a. C, e é considerado o pai da Medicina. Suas propostas eram dirigidas à saúde especialmente para curar as doenças de maneira global, em outras palavras, estabeleceu os princípios gerais da ciência médica. Com o passar do tempo, o conhecimento médico não deixou de se especializar em várias áreas, por exemplo, o oftalmologista de décadas atrás se especializou na atualidade em patologias específicas de uma parte do olho humano e o mesmo processo aconteceu com vários ramos da medicina.

A fusão de saberes nas Ciências Naturais

As diversas ciências naturais não são compartimentos isolados, mas possuem conexões entre si e inclusive conexões com áreas do conhecimento das ciências sociais. Assim, nos deparamos com disciplinas que representam uma síntese de duas áreas independentes (a bioquímica e a astrobiologia ou biotecnologia). Paralelamente existem casos de fusão entre o natural o social, por exemplo, a sociobiologia.

A fusão de duas áreas independentes do conhecimento é uma realidade que obedece a necessidade de colaboração entre as diversas ciências, o que hoje em dia é conhecido como uma abordagem interdisciplinar. Mas é lógico que seja assim, pois um mesmo assunto pode ser entendido a partir de diferentes disciplinas, por exemplo, uma população pode ser estudada através da sociologia e da genética ou por um critério que unifique ambos os ramos do conhecimento.

Foto: iStock, Firstsignal

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: