Antivalores - Conceito, o que é, Significado

AntivaloresAssim como existem alguns valores morais que são o princípio da ação correta e que ajudam a diferenciar entre o bem e o mal do ponto de vista ético, podemos também levar em consideração que existem alguns valores que têm o efeito contrário e que mostram com clareza as ações incorretas. Existem exemplos de valores morais como a generosidade, o respeito, a honestidade e a tolerância. Mas há também outros exemplos de antivalores como a mentira, a traição, a infidelidade, o egoísmo, a deslealdade, etc. São valores que mostram ações imorais que qualquer ser humano pode cometer em algum momento de sua vida.

Os antivalores são contrários à dignidade da natureza humana, uma vez que todo ser humano deve superar-se através da prática da virtude realizando o bem. Quando uma pessoa age em consonância com algum antivalor significa que ela está atuando abaixo de suas possibilidades.

Uma pessoa que age sob o efeito dos antivalores por muitas vezes é uma pessoa fria e sem escrúpulos que não mede as consequências de seus atos. Pelo contrário, uma pessoa de moral mede suas atitudes. Os antivalores causam rejeição e é motivo de evasão nas pessoas.

Dentro da sociedade existem alguns antivalores que podem interferir nas relações pessoais:

1. A desonestidade mostra uma atitude de traição em relação à outra pessoa com a qual existe um vínculo de confiança. Um gesto desonesto quebra essa confiança de forma pontual como resultado de uma atitude concreta. Dentro do contexto do relacionamento de um casal, uma mentira é um ato de desonestidade.

2. A arrogância mostra a atitude de soberba e prepotência que tem uma pessoa em suas relações interpessoais ao ponto de comportar-se como se estivesse acima do outro. Na linha do orgulho, temos a presunção e soberba, atitudes que rompem o esquema de igualdade nas relações interpessoais.

3. O ódio é um sentimento prejudicial a si mesmo para quem sofre porque odiar alguém é desejar o mal dessa pessoa. Vale ressaltar que o ódio produz uma enorme descarga de energia negativa. O ódio é diferente da inveja, uma vez que aquele que se sente inveja sofre de tristeza com a felicidade do outro, mas não deseja o mal dessa pessoa. Entretanto, a inveja também é um antivalor, tanto que é contrária ao amor.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: