Amor Próprio - Conceito, o que é, Significado

Amor-ProprioO amor é um sentimento intenso que normalmente se sente por outra pessoa. Sentir amor por alguém implica uma série de intensas emoções: desejo, ciúme, afinidade e inclusive viver com algo doloso e contraditório. De qualquer forma, existe uma variante desta paixão interior: o amor próprio.

De um modo simples, podemos definir o amor próprio como um respeito a si mesmo. Costuma-se dizer que seremos queridos pelo próximo a partir do momento que nos queiramos bem, Por este motivo, a autoestima é o elemento essencial desta versão do amor.

A ideia de estar bem e poder aceitar-se são requisitos necessários para que o amor prevaleça

O conceito amor próprio envolve o sentimento de um diálogo interno, satisfatório e positivo que termina em nossa aceitação pessoal. Em outras palavras, nós nos aceitamos e consequentemente nos queremos. Uma vez alcançado este estado equilíbrio é possível falar de amor próprio.

Em certas ocasiões, quando se diz que uma pessoa tem muito amor próprio não é questão de autoestima, mais sim de orgulho

Assim, ambos os sentidos apresentam duas possibilidades: uma de tendência negativa e outra positiva. O orgulho ligado ao amor próprio é um sentimento que mostra arrogância e excesso de autoestima. Em contrapartida o amor próprio, no bom sentido, não é vaidoso nem pretensioso, simplesmente consiste em tratar-se bem, ou seja, querer-se bem. Logicamente, a fronteira entre o orgulho e a autoestima é imprecisa, portanto é difícil delimitar quando se trata de um sentimento ou outro.

Assim como o amor dos outros em relação a nós vai além das nossas possibilidades, o amor próprio é exclusivo e depende da vontade de si mesmo. Neste sentido, pode-se dizer que o ser individual funciona como um pacto emocional.

Da mesma forma, pode-se entender a partir de outro ponto de vista. Não num sentido estreitamente emocional, mas sim como um mecanismo de conservação, uma forma de nos proteger emocionalmente. Na verdade, quando se perde o amor próprio fica uma sensação de desarme e derrota.

No mundo sentimental não há definições precisas como acontece em outras áreas. Por isso, o amor próprio se apresenta como uma vivência que cada indivíduo entende a sua maneira, como as paixões humanas que são pessoais e únicas.

Imagem: iStock - Rawpixel

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: